Capital Social

Capital Social – O que é e como fazer?

AFINAL, O QUE É O CAPITAL SOCIAL?

Dúvida recorrente entre os empreendedores, principalmente aqueles de primeira viagem, o Capital Social é um assunto bastante simples de se falar, mas a sua aplicação depende muito do tipo de negócio.

O Capital Social não é nada mais que a quantia a ser investida para que a empresa inicie suas atividades e se sustente pelo período em que não irá gerar lucro e será fundamental para o desenvolvimento do negócio.

O Capital Social pode ser utilizado para:

  • Contratar serviços terceirizados;
  • Comprar e realizar a manutenção de equipamentos do negócio;
  • Capital de giro.

A maior dificuldade não vem da compreensão do termo, mas do estabelecimento do seu valor, algo que confunde as mentes de muitos empreendedores.

DEFININDO VALORES

Na hora de preencher o contrato social para realizar o requerimento de CNPJ da sua nova empresa, tenha em mente que você poderá utilizar um valor menor, caso você deseje ser um empreendedor individual.

Para garantir que tudo correrá bem, o empreendedor deverá recorrer a dois profissionais: um advogado especializado, a fim de evitar problemas no contrato social e possíveis desentendimentos entre os sócios e, por último, mas não menos importante, o contador.

  • Se você deseja ter uma empresa individual ou limitada, pode começar a partir de R$ 1.000,00;
  • Defina, com seus sócios, quais as possíveis despesas que serão geradas durante o período em que a empresa ainda não gerar lucro. Mantenha uma quantia considerável para garantir que imprevistos não prejudiquem o negócio;
  • Entenda as necessidades do seu negócio. Isso ajudará a prevenir gastos desnecessários.

Ainda que a realidade de cada negócio irá englobar gastos diferentes, existem alguns que podemos listar aqui como aqueles que deverão estar sempre presentes no capital social.

  • Honorários do contador essa é uma das partes mais importantes que devem ser contabilizadas dentro do capital social. É através desse profissional que o processo de abertura da empresa será facilitado. Além disso, toda a gestão e o equilíbrio financeiro do negócio dependerão de uma boa contabilidade;
  • Taxas – todas as obrigações tributárias e quantias a serem pagas para que a empresa possa continuar suas operações, o que inclui certificados, documentos e afins;
  • Equipamentos – os aparatos que serão utilizados dentro da sua empresa, bem como a sua manutenção periódica e despesas com manutenções emergenciais.

DIVIDINDO

A definição do capital social total a ser investido é só uma etapa do processo, já que os sócios também precisarão definir a porcentagem de contribuição de cada sócio.

É nessa etapa que cada sócio terá a sua participação definida em uma porcentagem. Logo, é preciso ter cuidado!

A divisão pode ser igualitária, onde cada sócio contribui de forma igual ou apresentar porcentagens variadas.

CUMPRINDO O QUE FOI ACORDADO

Após definir exatamente o quanto cada sócio irá doar, chegamos à última parte.

A etapa final é o que chamamos de integralização do capital social. É quando os sócios formalizam aquilo que foi acordado, contribuindo com as suas partes. Estas podem ser em bens materiais ou dinheiro.

Agora você já sabe o que é o capital social e como deve realizá-lo. Por ser um processo complexo, dúvidas poderão surgir. Que tal entrar em contato com a Venegas? Podemos te ajudar!

Confira também outras cinco ações que você deve tomar antes de abrir uma empresa!

Sucesso e até breve!

Ainda possui alguma dúvida? Que tal entrar em contato com a Venegas Contábil?

Somos uma Contabilidade em Campos Elíseos – SP, especialistas no seu negócio para ajudá-lo.

Será um prazer conversar!

Acesse nosso Facebook: @VenegasContabil

Sucesso e até logo.

Assine nossa newsletter

Receba dicas valiosas para o seu negócio semanalmente!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *